Arquivo da tag: libido

Fluxo e Refluxo da Libido

DSC_7581Na linguagem corrente, libido tem conotação de energia sexual.  Porém libido é muito mais do que isso.  A energia sexual é um dos componentes da energia psíquica, e a esta sim chamamos libido.

No transcorrer de nossa vida ocorrem fluxos e refluxos da libido.  Quando nos dedicamos à determinada meta, sublimamos diversos conflitos em nome desse objetivo.  Esse é um movimento de fluxo.  É como se a libido fosse a maré enchente.  Os conflitos constelam emoções, e esses núcleos, chamados “complexos”,  ficam sob as águas do Inconsciente.  É quando, por exemplo, aceitamos sem retrucar as ofensas de um chefe déspota porque queremos manter o emprego, ou quando deixamos passar nossas mágoas com o parceiro ou parceira porque queremos manter o casamento.  Não percebemos, mas esses recifes estão cobertos pela maré.  Não aparecem, mas estão lá.

Também ocorrem refluxos.  Quando o objetivo já não é mais necessário, a libido retrocede e de repente vemos quantos recifes estavam encobertos pela maré.  É quando já não necessitamos tanto do emprego que nos revoltamos com aquele superior agressivo ou, por exemplo, quando os filhos já estão crescidos e não necessitamos manter o casamento tão desesperadamente que descobrimos inúmeras incompatibilidades com o cônjuge.  Essa descoberta é sempre surpreendente pela sua intensidade, que parece muitas vezes fora de proporção com as possíveis causas no momento presente.  A reação não é exagerada.  Ela surge dos fortes complexos encobertos pelas águas do Inconsciente, e que não sabíamos de sua existência.

Chame de crise da meia idade, se quiser. Por coincidência, é normalmente na meia idade que nossos objetivos mudam drasticamente, e a torrente emocional surge como do nada.  Mas podem acontecer em qualquer ponto do caminho, basta que revisitemos nossas metas.  Reconhecer que a intensidade vem do arquivo emocional nos ajuda a entender e administrar melhor nossa vida em momentos de transição.