Arquivo da tag: Terapia Floral

Porque Fazer Terapia Holística

DSC_7889Como muitos que me leem não tem maior familiaridade com a Terapia Holística, penso que é interessante descrever um pouco desse processo e explicar quem deve se consultar com um terapeuta.

Logo de início, é importante dizer que a Terapia Holística não é medicina.  São paradigmas diferentes.  O médico trata doenças.  Nós, terapeutas, tratamos desarmonias energéticas.  São duas maneiras diferentes de ver o ser humano.  O paradigma da medicina é reducionista, vê a pessoa como um conjunto de ógãos e sistemas físicos.  O terapeuta entende o cliente como um todo (holo, em grego), que não separa o físico do emocional, do mental, do espiritual.

A energia que trabalhamos na terapia é reconhecida não só por tradições milenares como a vedântica (da qual deriva a ayurvédica), a taoísta (acupuntura e afins), como também por escolas mais recentes, como a psicoterapia (nos trabalhos de  Jung,  Reich,  Lowen, Grof, Wilber, só para citar alguns) e até mesmo na Terapia Floral desenvolvida por Bach.  Hoje é conhecimento comum.  Quem não se refere a uma pessoa, ou lugar, dizendo que tem “boas vibrações”?  Essas vibrações são a energia sutil.

Assim, sugiro que nossa decisão de tratar-se com um Terapeuta Holístico seja baseada exatamente nisso – nossas próprias “vibrações”.  Se o estado em que você se encontra inclui falta de vitalidade, pessimismo, medo, visão negativa da  vida, e não há razão física para isso, pode ser um bom indicador de que sua energia não se encontra bem.  Se em algum momento, ou por qualquer razão deixamos de ter paz de espírito, e aquela sensação de integridade físico-psíquica indescritível que chamamos “bem-estar”, um trabalho terapêutico pode ajudar.  Se chegamos a um momento na vida em que sentimos um “vazio”, necessitamos nos conhecer melhor, mergulhar na viagem da autodescoberta, e buscar a integridade do nosso ser espiritual, emocional e físico, a Terapia Holística pode ser o caminho.

Se você está em dúvida, procure a resposta dentro de você mesmo.  Por detrás da nuvem com que a correria diária escurece nossa consciência, está aquela voz interior.  Ela sabe o que você precisa.  Confie nela.

As Essências Florais de Minas

DSC_2585Quando comecei a estudar de Terapia Floral minha formação foi dedicada, como quase todos os terapeutas, aos Florais de Bach.  Percebi depois que esse sistema, limitado às suas 38 essências, era difícil de aplicar a todas as desarmonias psico-energéticas apresentadas por meus clientes.  Nisso não há, claro, nenhuma crítica à obra de Edward Bach.  Ele foi um visionário e pioneiro.  Mas o mundo mudou muito depois de 1930, quando ele desenvolveu seus florais.  E as desarmonias são um produto do descompasso entre os desígnios da alma e vida no mundo.  Comecei a buscar outras opções, que pudessem complementar as flores de Bach.

Descobri a seguir o sistema das Flores da Califórnia, criado por Patricia Kaminski e Richard Katz.  Aí já obtive uma abrangência muito maior e um foco em temas que Bach originalmente não tocou, como as relações com a psicoterapia, principalmente com o trabalho de C. G. Jung, e com a alquimia.  Esse conjunto de essências tem a capacidade de abranger o trabalho de Bach e ir muito além, tratando estados de espírito típicos do nosso século.

Posteriormente comecei a estudar o sistema proposto por Breno Marques da Silva e Ednamara Batista Vasconcelos e Marques, de Itaúna, MG.  Buscando trabalhar no mesmo caminho iniciado por Bach, desenvolveram um sistema também muito amplo,  que tem a vantagem de utilizar flores de Minas Gerais.  Para mim, essa região é o umbigo do Brasil.  É aí que a Mata Atlântica encontra o Cerrado, gerando impressionante variedade botânica.  E percebi que o sistema podia de fato tratar efetivamente os estados da alma típicos da sociedade brasileira. O trabalho de Breno e Ednamara também se apóia numa visão junguiana da psique e em conceitos alquímicos.

Some-se a isso o fato de que os Florais de Minas, por serem fabricados no Brasil, têm grande disponibilidade, podendo ser conseguidos em dias, em qualquer lugar do país.

Hoje minha prática prioriza o uso dos Florais de Minas, embora sem descartar os dois outros sistemas que domino, ou qualquer opção válida.  O resultado obtido, em pessoas de todas as idades e nível social ou intelectual, como até mesmo em animais domésticos, me dá a certeza de que temos aqui, na terra brasileira, um dos melhores sistemas florais de todo o mundo.